home historia loja comendas estandarte gestao palavra vm lojas_co-irm„s





Eventos

SEM EVENTO

 


O QUE √Č MA√áONARIA?

Tradicionalmente, a Ma√ßonaria surgiu com as civiliza√ß√Ķes, e esteve presente na forma√ß√£o de quase todas elas, para instruir os homens nos princ√≠pios da constru√ß√£o social, construindo mentes s√°bias e personalidades fraternais.

Tais princípios nos foram legados por nossos ilustres antepassados, homens nobres e dignos, e constituem um grande acervo de sabedoria, acumulado e guardado ao longo dos séculos pelos iniciados na Arte Real.

Existem v√°rias vers√Ķes sobre a origem e a hist√≥ria da Ma√ßonaria, a maioria dos pesquisadores tem apresentado respostas diferentes para a quest√£o: Qual a origem da ma√ßonaria? Fato muitas vezes causador de perplexidade, at√© para os ma√ßons mais antigos, considerando-se a estrutura e a organiza√ß√£o da Ordem, perpetuada h√° v√°rios s√©culos.

Alguns autores afirmam, baseados na tradição, que foi o Rei Salomão que criou uma Fraternidade Secreta que deu origem à Franco-Maçonaria; ou que a origem mais profunda e verdadeira de nossa Ordem, está na Grande Loja Branca.

Outros, baseados na hist√≥ria, asseguram que a ma√ßonaria √© a continua√ß√£o da Ordem do Templo, destru√≠da com o supl√≠cio do √ļltimo Gr√£o-Mestre da Ordem, Jacques DeMolay; em 1314; ou acreditam que a moderna Ma√ßonaria √© um desenvolvimento natural das Confrarias de Construtores Medievais, corpora√ß√Ķes de pedreiros respons√°veis pelas constru√ß√Ķes dos pal√°cios e das catedrais. Documentos antigos, guardados em Londres, possibilitam estabelecer a hist√≥ria cronol√≥gica da Ordem, determinando a transi√ß√£o da Ma√ßonaria operativa (construtores) em especulativa (ma√ßons aceitos), em 1717, com a cria√ß√£o da Grande Loja da Inglaterra.

Devido √† sua antig√ľidade, a Ma√ßonaria preserva at√© hoje, o grande saber universal e √© sua miss√£o transmiti-lo a homens dignos. Ela conclama seus adeptos a exercitarem-se na pr√°tica da solidariedade humana e a cumprirem os seus deveres para com Deus, a P√°tria, a Humanidade, a Fam√≠lia, o Pr√≥ximo e para Consigo. Fiel √†s regras preservadas do passado, o estudo ma√ß√īnico √© transmitido sob a forma de graus, sendo cada grau concedido num inspirado Ritual Inici√°tico, que remonta as antigas Escolas Inici√°ticas de Sabedoria.

Passar por essas cerim√īnias inici√°ticas √© um privil√©gio dos ma√ßons, que em virtude dos benef√≠cios que proporcionam ao seu Ser Interior, desenvolvem os aspectos mais profundos da personalidade humana, levando-os a percep√ß√Ķes mais abrangentes do macro e do microcosmos e, conseq√ľentemente, a um n√≠vel maior de crescimento interior e de realiza√ß√Ķes pessoais.

Homens ilustres t√™m sentido imperiosa necessidade de uma vida significativa e dedicaram-se a s√©ria reflex√£o sobre o significado da vida e a raz√£o pela qual o homem est√° aqui, neste plano de exist√™ncia. Por este motivo, sentiram-se atra√≠dos pelos ideais da Organiza√ß√£o Ma√ß√īnica, e pelo privil√©gio de serem Iniciados em seus augustos mist√©rios.

Personalidades internacionais, tais como: Simon Bol√≠var, Francisco de Miranda, Franklin Delano Roosevelt, Louis Pasteur, Winston Churchil, San Martin, Robespierre, George Washington, etc. No Brasil a influ√™ncia da Ma√ßonaria √© incalcul√°vel pois praticamente todos os grandes libertadores, estadistas, presidentes e l√≠deres s√£o oriundos de seus quadros, homens como: Jos√© Bonif√°cio, Diojo Feij√≥, Gon√ßalves Ledo, Carlos Gomes, Joaquim Nabuco, Rui Barbosa, Quintino Bocai√ļva, Duque de Caxias, Hip√≥lito da Costa, General Os√≥rio, Lauro Sodre, Henrique Valadares, Marechal Mascaranhas de Morais, Marques do Herval, Bar√£o do Cayr√ļ, entre outros, al√©m dos Presidentes: Deodoro da Fonseca, Floriano Peixoto, Prudente de Moraes, Campos Sales, Nilo Pe√ßanha, Hermes da Fonseca, Wenceslau Br√°s, Washington Luiz, Caf√© Filho e J√Ęnio Quadros.

Acreditamos que o homem est√° no mundo cumprindo uma sublime miss√£o. Uma nova humanidade ir√° emergir no cen√°rio mundial e a educa√ß√£o que receber influenciar√° no seu comportamento e na sua forma de vida. A Ma√ßonaria, como instrumento de transforma√ß√£o do homem, auxiliar√° na consecu√ß√£o de um plano para uma exist√™ncia mais rica em significado e de utilidade para a sociedade. Da√≠ nossa preocupa√ß√£o em instruir em nossos princ√≠pios universais homens ilustres da sociedade contempor√Ęnea, livres e de bons costumes, capazes de executar este plano de constru√ß√£o de uma sociedade Justa e Perfeita, em que a Liberdade a Igualdade e Fraternidade sejam os princ√≠pios cardeais de suas rela√ß√Ķes.

maconaria jornal lauro sodre hino agenda fotos contato




ir para topo
ARGBLS Lauro Sodré 1445